FME CE CPLP

Uma cimeira para injectar ânimo na luta pela igualdade

Durante dois dias, a Cimeira Internacional das Mulheres Líderes Mundiais, em Maputo,  reafirmou a importância da mulher para o desenvolvimento das organizações e dinâmica socioeconómica.

“Nós não queremos ser mais, queremos ser iguais. Queremos ser reconhecidas por um talento que temos, que produz, e por sermos uma força.” Foi assim que a Jornalista e Apresentadora brasileira, Astrid Fontenelle, traçou as linhas de luta das mulheres na Cimeira Internacional das Mulheres Líderes Mundiais, que teve lugar em Maputo.

Mais do que um encontro para exibir as estatísticas de conquistas que as mulheres vão assinalando ao longo dos anos, a reunião de Maputo, organizada pela Federação das Mulheres Empresárias e Empreendedoras da CE-CPLP (FME CE-CPLP), foi – como sublinhou Fontenelle – “uma injecção de ânimo”, para tudo o que ainda há por ser conquistado.

“Temos que pensar na mulher como consumidora, porque diversos produtos que são feitos agora são pensados para homem e não para a mulher” – viria a acrescentar a Vice-Presidente da  FME CE-CPLP no Brasil, Mônica Monteiro.

Para Mônica, a temática da mulher deve ser abordada com respeito. Assim, o evento precisou fazer um olhar a dura realidade que acompanha a situação da mulher nos diferentes países representados nesta cimeira, com destaque para Brasil e  Moçambique.

“Ainda encontra-se no mercado de trabalho mulheres com as mesmas profissões que os homens, com os mesmos tempos de carreira, com mesmo job description ganhando menos que estes. Acho que essa é uma luta muito clara”, explicou Fontenelle.

A Cimeira de Maputo criou espaço para expor essas preocupações segundo a Presidente da FME CE-CPLP, Maria da Assunção Abdula, no seu discurso acompanhado por uma centena de mulheres entre elas, as que lideram destinos empresariais, sociais e económicos de alguns dos países de língua portuguesa.

“Esta Cimeira foi concebida para gerar um ambiente de debate de ideias, com mulheres líderes. É nosso objectivo desafiar e inspirar outras mulheres no seu percurso, com ferramentas para desencadear as suas competências e se tornarem bem-sucedidas”, disse.

Please follow and like us: